sábado, 18 de maio de 2013

Alice Wegmann, de ‘Malhação’, faz ensaio descolado e só pensa nos 18 anos


Filipe Isensee
Tamanho do texto A A A
Antes de começar a sessão, a fotógrafa avisa: “peraí, estou me encontrando”. Em questão de segundos — quando luz, lente e olhar se alinham —, Alice Wegmann muda. A timidez dá lugar a um jeito descolado; e o riso chega mais fácil. A jovem protagonista de “Malhação”, por fim, também se encontra. Dentro do jogo, faz de tudo: pula, sobe em árvore, e, caso esteja desconfortável, diz sem manha. Se o estilo largado é a marca de Lia, sua personagem na novela, na seleção de looks e acessórios para este ensaio ela quer tudo bonitinho. Surge aí uma nova mulher, que já faz planos para os 18 anos, que completará em novembro.
— Tenho muitos amigos maiores de idade. Até a galera da “Malhação” mesmo. E às vezes deixo de sair por ser menor. A primeira coisa que eu quero quando fizer 18 é tirar carteira de motorista, porque eu fico dependendo de táxi e de carona dos amigos. É chato — confirma Alice, que também está em cartaz com a peça “Conto de verão”, no Teatro das Artes, na Gávea, até julho.
Foto: Nina Lima
A atriz surge com as unhas descascadas que, ela logo explica, são de Lia. Após a sessão, Alice vai direto para o Projac. Na verdade, pelo menos no que diz respeito ao estilo, há pouca coisa em comum entre as duas.
— Se eu fosse me descrever, diria que me encaixo melhor em outro papel, o da Ju (Agatha Moreira), que não é muito rock, mas nem é patricinha. A Lia usa roupa mais largadona. Não gosto tanto, porque acho que desfavorece — confirma Alice, que considera sua personagem uma adolescente comum: — Ela é intensa, quer mergulhar de cabeça nas coisas. Acho que os jovens são assim. Raiva e rebeldia não fazem muito parte de mim, porque eu sou mais calminha. Mas eu tenho umas variações. De repente, ouço uma música e o humor muda um pouco.
Alice Wegmann
Alice Wegmann Foto: Nina Lima
A atual temporada termina e outra tem início no segundo semestre. Depois dessa experiência, Alice, que vai entrar na faculdade de Comunicação da PUC, pretende descobrir um novo país das maravilhas por trás das câmeras. Enquanto esse momento não vem, ela curte o carinho dos fãs.
— Tenho a impressão de que esta fase de “Malhação” marcou. Outro dia, fomos gravar em Madureira e juntaram mais de mil pessoas para acompanhar e conhecer a gente. Depois que acabar, acho que galera vai saber que a Lia existiu, e que a Lia sou eu.




Extra15

Nenhum comentário:

Postar um comentário